A Jornada no Turismo foi Remodelada

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Análise do impacto da COVID19 na jornada de compra no mercado do turismo e ações que você pode tomar na sua agência.
Jornada
Tempo de leitura: 2 minutos

Você já ouviu falar do “Think with Google”?

É uma iniciativa do Google para compartilhar dados, análises e insights para nos mantermos atualizados e inspirados. Lá você encontra os dados que eles analisam e as tendências que observam, além de visões para o futuro e os bastidores das principais campanhas digitais para todas as indústrias, plataformas e públicos.

Em alguns destes trabalhos podemos encontrar dados sobre o mercado do Turismo, que pode nos ajudar a tomar melhores decisões em nossos negócios e a melhor entender as dinâmicas do mercado e quais práticas são consideradas “boas” dentro do cenário atual.

Para acessar visite: https://www.thinkwithgoogle.com/ e se quiser receber as novidades por e-mail basta assinar a newsletter por lá, é gratuita!

A última apresentação traz a mudança na jornada de compras e é uma das que trata também sobre o segmento de viagens (entre as páginas 17 e 26). Uma pena que está todo em inglês, mas fiz questão de traduzir a página de conclusão com “o que fazer”.

Segue abaixo essa parte traduzida e anexo o estudo completo.

Estimule a demanda.

  • Promova opções e políticas de seguro de viagem claras e flexíveis. À medida que mais viajantes buscam essa proteção, pode haver uma expectativa maior de transparência na categoria.
  • Apele para os principais gatilhos emocionais. Concentre-se em satisfazer o desejo das pessoas de fugir para um tratamento conforme emergimos de uma longa e difícil pandemia, bem como a necessidade de visitar seus entes queridos.
  • Reduza as barreiras à compra, oferecendo grande valor. As pessoas sempre buscaram ofertas e descontos, mas essa necessidade provavelmente é ainda maior, dado o impacto da pandemia nas finanças pessoais.

Adapte-se à evolução da jornada do consumidor.

  • Manter / aumentar a presença nos Motores de Pesquisa (especialmente para viagens não aéreas). Certifique-se de que a estratégia de pesquisa permite a entrega das mais relevantes informações para atender a necessidade do consumidor à medida que está sendo expressa.
  • O site / aplicativo de propriedade de uma marca é um ativo importante que deve ser aproveitado.
    Garanta que o conteúdo e a UX sejam otimizados para permitir uma navegação fácil e abordar pontos problemáticos específicos, como disponibilidade do produto, experiências de check-out e acesso ao suporte pós-compra.
  • Continue a alavancar a mídia social. Embora o uso não seja tão alto quanto alguns dos outros pontos de contato, as companhias aéreas, em particular, devem continuar a usá-lo como um canal para reunir feedback do consumidor e fornecer suporte.
  • Explore maneiras de captar e destacar classificações e comentários relevantes (especialmente para viagens não aéreas). Ofereça oportunidade para que as pessoas forneçam comentários pessoalmente e online, pois os viajantes em potencial os consideram úteis para auxiliar em suas decisões de compra.

Este relatório é em inglês, mas em meu canal do Telegram (https://t.me/danielturbox), eu traduzi os principais insights deste material.

Aproveite!

Daniel Turbox

Daniel Turbox

MBA em Tecnologia para Negócios com ênfase em Data Science, Big Data e Inteligência Artificial pela PUCRS, bacharel em Turismo e especialização em Organização e Gestão de Eventos pela Universidade Anhembi-Morumbi. Estou no mercado há 19 anos com experiência em diversos segmentos do turismo. Meu maior prazer é ensinar através de cursos e palestras!

Deixe um comentário

Rolar para cima